Mergulhando em Untold: Johnny Football

Johnny Manziel
Quarterback dupla ameaça, primeiro calouro a ganhar o Heisman Trophy e um dos grandes nomes do futebol americano universitário, chegando à liga profissional como promessa, mas também incógnita, graças aos problemas extra-campo.

A popular série documental Untold recebe Johnny Manziel e sua conturbada carreira, marcada pelo sucesso que indiscutivelmente subiu à cabeça, culminando em polêmicas e declínio.

Começamos com o ex-atleta retornando a Texas A&M para uma celebração à sua carreira universitária. Rápida introdução antes de viajarmos para o passado de Johnny Football.

Destaque desde o ensino médio em Kerrville, no Texas, seus números em uma única temporada mais pareciam referentes à carreira inteira, como destacado em uma passagem. Na época da Tivy High School, segundo os relatos, já era mágico vê-lo jogar!

Pulando sem perder tempo para a universidade, seu auge, começamos a entender o quão desregrado era. Parecia uma vida dúbia, daquele cara que fazia acontecer em campo, ao completo descaso fora dele.

Quando passamos pela temporada meteórica de calouro, entendemos a influência do atleta no crescimento da própria universidade, mensurando o tamanho do camisa 2 naquela instituição de ensino. A&M foi, digamos, colocada no mapa, ao ponto de facilitar até mesmo a contratação de novos professores, tudo graças aos holofotes proporcionados por Johnny.

Ele estava no topo, acreditava que o talento era suficiente, desprezando as chances de evoluir.

"Dane-se o treino, eu sou o melhor jogador do país!"

Apesar das inúmeras polêmicas anteriores, o auge veio ao confrontar a NCAA sobre o direito de faturar com a própria imagem. Na ocasião, Johnny não só burlou as regras, bastidores relatados sem comedimento na produção, como escapou ileso, por assim dizer.

Incrivelmente, ainda faltam as histórias do Combine, Pro Day e Draft, como quando Johnny burlou o antidoping ou foi obrigado a lançar para seu empresário durante um treino privado, após uma noite de bebedeira capaz de derrubar um dos recebedores convidados.

Finalmente chegamos à carreira profissional, cujo resumo é indisciplina, desinteresse e infelicidade. O trecho destaca a tentativa de reabilitação, quebra com o agente da época, rompimento com o pai e, claro, a demissão do Cleveland Browns, time que havia depositado um voto de confiança ao selecioná-lo.

Nos minutos finais é quando compreendemos, ou pelo menos tentamos, um pouco do seu drama pessoal. Está além de alguém que tinha tudo nas mãos e simplesmente acabou sem nada.

Hoje sabemos que Johnny Manziel busca a felicidade de um jeito mais simples, como ele mesmo menciona.